Senegal Parte 5: Delta du Saloum e a volta para Dakar

Enfim estávamos no Senegal, pegamos um colectif na fronteira e descemos em Toubakouta. Chegando lá, pedimos pra um dos mototaxis, que ficam na entrada da cidade, nos levar para algum hotel econômico que eles conhecessem. Visitamos uns 2 ou 3, mas nada agradou tanto, então decidimos ir pro mesmo que tínhamos ficado antes. Chegamos sem reserva, então negociamos um preço melhor do que pagamos antes (acho que conseguimos uns 40% de desconto) e já saímos para comer e procurar pessoas que pudessem nos levar pra fazer os passeios que queríamos. Como não tínhamos ido com a cara do senhor que o hotel nos ofereceu antes de irmos pra Gâmbia, decidimos ir pra cidade procurar um outro meio de fazer os passeios pelos mangues.

Encontramos um senhor que tem uma loja na rua principal que dá pro rio. Já tínhamos conversado com ele antes, então acabamos sendo convencidos a fechar com ele. Combinamos de sair cedo no dia seguinte, apesar da recomendação de ir no final da tarde, pra poder ver pássaros. O que acontece é que queríamos partir já no dia seguinte, então o ideal seria fazer o passeio bem cedo, além do fato de que ali não tinha nenhuma espécie que já não tivéssemos visto, né? Enfim, tudo acertado, fomos andar pelo vilarejo, depois comemos num restaurante que encontramos (é importante ressalta que apesar de muito pequena, é fácil encontrar onde comer e a preços bem razoáveis) e voltamos pro hotel.

Quando perguntamos pro pessoal do hotel se poderíamos ter o café da manhã às 6h, eles se espantaram: “mas é muito cedo!”. Sim, mas o nosso passeio estava marcado pras 7h (o que na real significava começar 7:30-8:00). Enfim, comemos e saímos em direção ao rio… gente, tava COMPLETAMENTE escuro!

DSC_0738
Um baobab aberto

Apesar de quente, é inverno, então o sol realmente só começa a sair depois das 7h. O segurança do hotel acabou nos emprestando uma lanterna e conseguimos chegar na margem do rio sem problemas. O passeio saiu no horário esperado (entre 7:30 e 8:00, rs) e foi simplesmente maravilhoso! Saímos numa espécie de canoa (que eles chamam de pirogue) pelo rio, passando por entradinhas bem estreitas no manguezal. O guia nos mostrou como encontrar ostras, visitamos a ilha onde os pássaros ficam (le réposoir des oiseaux), descemos numa ilha de conchas (gente, era concha que vocês não imaginam!), caminhamos entre baobás e subimos no alto de uma colina onde a vista era de tirar o fôlego! De fato um dos pontos altos da viagem.

Depois do passeio, voltamos pro hotel, fizemos check-out e pegamos um mototaxi pra ir até a beira da estrada (eles tentaram superfaturar, mas nós sabíamos que o preço era de 300 CFA, o que dá mais ou menos R$ 1,50). Depois de algum tempo esperando (dessa vez demorou mais), conseguimos um 7place que nos levaria até Kaolak, onde chegamos depois de 1h-1h30min.

Na ida eu tinha passado em Kaolak só pra pegar o 7place, e a Saide tinha dito que era interessante ficar uma noite na cidade pra visitar o mercado, que é o maior da África. Kaolak fica mais no interior do país, então meio que concentra rotas comerciais que trazem produtos do Mali, do interior do Senegal, da Gâmbia e de outros países da região. Dito e feito, depois de fazer check-in no hotel fomos visitar o mercado. Gente, o mercado realmente é bem grande, mas achei um pouco frustrante porque a variedade é bem pequena, as lojas meio que têm todas os mesmos produtos. Valeu a pena visitar porque compramos umas frutas por um bom preço.

DSC_0829
Mesquita em Kaolak

No dia seguinte, acordamos cedo pra pegar um 7place até Dakar, já que eu tinha somente mais uns 2 dias até o meu voo de volta pra Casablanca. Nessa nos demos mal… o cara tava nos cobrando um absurdo pelas malas (1.500 CFA, enquanto o preço que sempre pagamos foi de 500 CFA), então recusamos uns 3 ou 4 carros e o cara nos ganhou pelo cansaço. Finalmente saímos e… no meio da estrada o carro quebrou! Ok, já sabemos que isso acontece com frequência, mas dessa vez tava demorando demais pra chegar um outro carro.

DSC_0848
E o carro quebrou…

A nossa sorte é que compramos frutas no dia anterior, além de ter uma senhora assando amendoim bem ali. Compramos amendoim e rindo da situação, só pra entreter mesmo. Chegamos até a parar um carro que também ia pra Dakar, mas ele queria nos cobrar um absurdo, então fomos obrigados a recusar.

Depois de algum tempo pegamos um outro carro e enfim chegamos a Dakar. Dessa vez tínhamos uma reserva num outro hostel, em Gran Yoff, mas mais pro intererior do bairro, um tanto distante da praia. Chegando lá estávamos famintos e foi um parto encontrar onde comer, terminamos comprando uns tomates e ovos na rua mesmo e fazendo um omelete na cozinha do hostel. Lá encontramos com uma senhora suíça que também tava viajando pelo Senegal faz duas semanas. Conversa vai, conversa vem, combinamos de ir no dia seguinte (que seria o meu último, já que pegaria meu voo tipo umas 23:30) pra ilha de Ngor, que diziam ser muito bonita.

fullsizeoutput_2c38
Ilha de Ngor

Saímos do hostel de manhã e pegamos um taxo até Ngor, num ponto onde é possível pegar uma pirrogue até a ilha, que é bem próxima da costa. Esperamos um pouco por lá antes de atravessar, o que levava uns 15 minutos. A ilha é bem próxima da costa e também bem pequena. Por lá tem uns hoteis e umas praias bem bonitas, elém de umas pessoas vendendo artesanato. Foi realmente bem agradável, caminhamos por tudo em umas 2h, depois almoçamos num restaurante que tinham uns peixes maravilhosos também. Voltando pro continente, demos uma passada no Casino (uma rede de supermercados francesa), comprei umas coisas pra comer antes de sair pro aeroporto e voltamos pro hostel. Descansei um pouco, arrumei minhas coisas e peguei um taxi pro aeroporto. É, era o final de mais uma viagem… que venham as próximas (que estão pendentes aqui no blog, mas pretendo atualizar logo, logo).

À toute

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s